Dentre as diversas funções que a água exerce em nosso organismo, uma delas é a de promover uma espécie de ‘’varredura’’; ou seja, direcionar a eliminação de substâncias indesejáveis por meio da urina. É importante ingerir água antes, durante e após a prática de um exercício físico. Um corpo bem hidratado funciona melhor e tende a promover um melhor rendimento esportivo.

Uma dica: não espere sentir sede para ingerir água, pois, quando temos o sinal da sede o nosso corpo já encontra-se em um certo grau de desidratação. Outra sugestão, válida para quem quer emagrecer, é ingerir esse líquido em uma temperatura fria; isso vai forçar o organismo a gastar energia para equilibrar a temperatura da água à temperatura corpórea.

A recomendação diária de ingestão de água pode variar de acordo com alguns critérios como gênero, idade, prática de exercício físico, dentre outros. Mas, de modo geral, não fique abaixo de um litro e meio por dia.

Siga as orientações do seu Nutricionista.

Água 2

Celulite x Colágeno

Atualmente, a maioria das pessoas que me seguem aqui são do sexo feminino. Por isso, hoje vim falar de algo que muito as interessam: COMBATE À CELULITE.

Talvez você já tenha lido sobre cremes, massagens e outras tantas técnicas. Bom, aqui eu vim falar de algo referente à questão alimentar. Sim, você pode melhorar ou piorar a celulite, a depender de como você se alimenta.

Indo direto ao ponto: você certamente já ouviu falar do colágeno. Talvez também você já tenha ouvido falar que ele não funciona. Mas, estou aqui para te dizer que o colágeno funciona SIM e que é um ótimo aliado na prevenção e combate (tratamento) da celulite.

Digo isso não baseado em achismos, mas sim na ciência. Um estudo feito com 105 mulheres, durante 6 meses, testou o uso de peptídeos de colágeno em mulheres com IMC normal e outras com IMC de excesso de peso (detalhe para a dosagem: 2,5g/dia); e os benefícios foram percebidos nas duas situações (obviamente, o nível de melhora variou; cabendo a personalização do tratamento em consultório, a fim de que se tenha a individualização da dosagem e tempo de uso da suplementação). Siga as orientações do seu Nutricionista.

Referência:

Schunck M, et al. Dietary Supplementation with Specific Collagen Peptides Has a Body Mass Index-Dependent Beneficial Effect on Cellulite Morphology. Journal of Medicinal Food, 2015.

Colágeno

Low Carb

Considerando que a maioria das pessoas consomem muito carboidrato, ao fazer uma dieta ‘’low carb’’ precisamos reduzir a ingestão de carboidratos, certo? Certo!

Só que para atingir uma ingestão de calorias suficiente para suprir as necessidades energéticas, na medida em que estamos com uma certa restrição aos carboidratos, precisaremos dar uma maior ênfase nas proteínas e/ou gorduras.

O problema é que se essa distribuição não for orientada, a pessoa pode acabar consumindo muita carne e outras fontes alimentares que vão acabar fazendo aumentar a ingestão de gorduras saturadas; e isso pode influenciar na aterogênese e dislipidemia. Esse risco vai se dar principalmente quando esse aumento de gordura saturada for acompanhado de uma redução no consumo de fibras e frutas (antioxidantes e fitoquímicos); já que muita gente ao fazer por conta própria, por saber que fruta tem carboidrato, acaba eliminando esse grupo alimentar da lista.

Ou seja, LOW CARB não quer dizer LOW FRUTA, LOW FIBRA, LOW SAÚDE. Siga as orientações do seu Nutricionista.

Fonte: Mangravite LMM, et al. Changes in Atherogenic Dyslipidemia Induced by Carbohydrate Restriction in Men Are Dependent on Dietary Protein Source. The Journal of Nutrition, 2011.

Low Carb II

Água de Coco

Quando se fala em água de coco, a gente costuma associar logo com praia. Pois é, a água de coco pode ser um ótimo recurso para quem curte atividades ao ar livre.

Quando nos exercitamos, há uma maior atividade de radicais livres no corpo. Esses elementos, quando em excesso, podem danificar as estruturas celulares; além da associação com diversas complicações. 


A água de coco, por sua vez, tem ácido chiquímico, cujo estimula Nrf2 – uma proteína nuclear – que vai resultar no aumento da atividade de enzimas antioxidantes (nós podemos ter a ação antioxidante vinda da ingestão de alimentos antioxidantes ou por essas enzimas). E vai ser essa atividade antioxidante que vai ajudar a bloquear a ação dos radicais livres.

Em resumo, a água de coco pode auxiliar na recuperação, após um desgaste físico. Siga as orientações do seu Nutricionista.

Água de Coco II

Não Consegue Emagrecer?

Se você está querendo emagrecer e não tem tido êxito, esse post é para você!

Quantas vezes você já foi no site de busca procurar dicas a respeito? Quantas vezes você tentou estratégias diferentes e nada? Ou quando teve algum resultado, o mesmo não se manteve por muito tempo?

Pois é, talvez o problema não esteja somente naquilo que costuma ser o foco dessas pesquisas: ‘’carboidrato’’, ‘’proteína’’, ‘’gordura’’, ‘’calorias’’… Talvez o problema seja porque o local (mitocôndria), onde a sua gordura corporal irá ser ‘’queimada’’ – para que o emagrecimento ocorra –, não esteja funcionando bem. Portanto, pouco vai adiantar fazer ‘’low isso’’, ‘’high aquilo’’.

Antes de mais nada, é importante reparar esse LOCAL. Siga as orientações do seu Nutricionista.

Não Consegue Emagrecer

Abacaxi

O abacaxi possui vitamina C, a qual ajuda a reforçar a atividade antioxidante no organismo.

Além disso, por ser doce, costuma ser bem aceita como sobremesa. Mas saiba que além de uma simples aceitação do paladar, comer umas rodelas de abacaxi após uma refeição pode ser uma boa ideia; isso porque o abacaxi tem bromelina (uma enzima digestiva). Portanto, essa simples atitude pode fazer com que você melhore o processo digestivo.

Ao melhorar o processo digestivo, você reduz a chance de ficar com aquela preguiça prolongada após o almoço, sabe? E de quebra, você evita ingerir uma sobremesa cheia de açúcar.

Siga as orientações do seu Nutricionista.

Abacaxi

Sem Carboidrato

Os carboidratos costumam ser o nutriente mais consumido ao longo do dia. Porém, seu consumo exagerado pode acabar gerando um ganho de peso indesejável.

Por conta disso, muitas pessoas evitam tudo (ou quase tudo) que tenha carboidrato, com a ideia de isso ajudar no emagrecimento. Não que isso esteja errado, mas pode ter um grande problema no meio disso tudo: se você deixa de ingerir calorias provenientes dos carboidratos, você irá substituir essas calorias por proteínas ou gorduras; e aí o que pode acontecer é uma ingestão exagerada de gordura (se for gordura saturada então… Pior!).

Da mesma forma que carboidrato em excesso pode não ser bom, por que razão seria interessante estar se entupindo de gordura saturada? Ao invés de apostar em uma linha ‘’sem carboidrato’’, talvez seja mais interessante consumi-los; dando preferência aos grãos integrais, frutas e hortaliças.

Siga as orientações do seu Nutricionista.

Sem Carboidrato